​©Escola Dharma
Autoconhecimento, Saúde e Bem-Estar​

(11) 3271-0606 | WhatsApp (11) 99459-7887

Buscar
  • Jefferson Flausino

Acredite em si mesmo, mas prepare-se antes.

É sempre momento para acreditar, planejar e tentar.


Sabe aqueles momentos em que você pensa em desistir? Quando tudo parece perder o sentido ou sair de seu controle? Quando simplesmente parece não ter o que fazer? Você, então, pensa que a vida é injusta, que não vale a pena tentar acreditar ou ser um pouco otimista, pois, não importa o que você faça, sempre vem a impressão de que no final das coisas nada dará certo mesmo.


Às vezes, ficamos desestimulados a seguir em frente – e tudo bem sentir isso. Mas não deixe que isto se torne uma constância. Sempre há um momento seguinte, um momento que pode ser melhor e abençoado. Sempre podemos encontrar sentido onde parece não haver sentido algum – desde que o olhar e a energia do coração mudem. E, acredite, nada está sob controle! É uma triste ilusão achar que pode dominar tudo à sua volta. Isto é impossível! Então, enquanto houver vida sempre há o que fazer, mas não o que controlar!


Alimentar a crença de que tudo pode ser feito – desde que “tudo” esteja dentro de suas condições reais – é a primeira coisa a fazer. Depois, aproprie-se das ferramentas certas e mãos à obra!


É verdade que às vezes perdemos o estímulo, a vontade ou capacidade de seguir em frente. É verdade que cansamos de tanto tentar e nada conseguir ou, pelo menos, quase nada. É difícil entendermos que a vida real, cotidiana, é mais marcada por sofrimentos do que por prazeres. Não conseguimos, sem treinamento mental adequado e correta auto investigação, compreender o porquê do sofrimento como uma condição natural da existência humana.


E não compreender isso nos faz sofrer demasiadamente, muito além do sofrimento natural da vida, que é tão natural como os ventos que sopram, os mares que mareiam e a condição vida-morte que segue seu fluxo interminável mantendo o equilíbrio natural das coisas. Um dia eu e você vamos morrer!


Então, aprenda a viver de acordo com o que a vida lhe proporciona e não esperando que as coisas se adequem às suas expectativas de vida. É você quem deve se adequar à vida, tal como ela é, e não ela a você. Entender isso lhe ajudará a diminuir o sofrimento da mente que devaneia. Sempre queremos que nossos planos deem certo. Estamos o tempo todo indo atrás de dinheiro, fama e prestígio, ou queremos a qualquer preço autoconhecimento, felicidade e evolução espiritual. Tudo isso pode ser bom, até certo ponto. Desde que suas buscas estejam embasadas em seu propósito de vida.

Saber o que quer na vida é essencial. Mas, antes, saiba o que realmente você não quer mais para a sua vida. Então, se esforce para modificar o que não está adequado e cultive, pacientemente, o que virá a ser adequado. Com certa disciplina, constância e um tipo de otimismo que não se abalará diante das eventuais adversidades que sempre tendem a surgir certamente você diminuirá as agruras da vida.


Siga em frente com determinação e coragem! Siga trabalhando forte, tendo seus ideais como um farol no horizonte mostrando-lhe o caminho certo a seguir. E quando surgirem névoas impedindo que você enxergue a luz do farol, pare, espere e, se preciso, recue. Não continue seu caminho com a névoa em seus olhos, pois você corre o sério risco de se desviar do caminho e se perder. Então, quando as coisas ficarem um pouco mais claras, continue seu curso com bravura e confiança na verdade que alimenta seu coração – o seu Dharma.


Mantenha a fé, a crença, sempre. Mas só a, a crença, não é suficiente para chegar ao farol, o seu ideal de vida. É necessário planejamento e cuidado. Estratégia e capacidade de prever situações e circunstâncias. Para, então, encontrar as ferramentas certas para construir a melhor escolha, a melhor situação e, portanto, ousar, escolher com mais assertividade e fazer acontecer.


Mesmo que o resultado final não seja o mais ideal, um resultado parcial é sempre melhor do que resultado nenhum. O importante é fazer, é promover o que lhe dá sentido de existir. Propósito de vida, sempre, está intimamente ligado à ação, ao movimento, à capacidade de seguir em frente. Tentando, acertando e, por vezes, errando. Mas quanto mais se pratica a tentativa de acertar, mais próximo do acerto perfeito se está.


Não há atalhos para a verdadeira conquista. É verdade que o caminho é árduo, difícil, mas se torna mais fácil com a insistência nele, e ele segue sempre uma reta. Pois a Verdade, o Dharma, não é curva, sombria, e sim clara e visível como dois pontos ligados por uma reta, tendo o farol ao final, sempre mostrando o melhor caminho a seguir.


Portanto, vamos lá! Mexa-se, criatura! Acredite que pode, planeje, prepare-se. Busque excelência naquilo que deseja. Trabalhe com firmeza, perseverança e desfrute, num futuro próximo, da alegria de ter conseguido, saboreando os bons frutos de seu esforço! Nesse momento, entenderá o real significado da palavra SUCESSO!


Jefferson Flausino


#sankalpa #acreditar #autoconhecimento #sucesso #esforço #yoga #jeffersonflausino #escoladharma #self

296 visualizações
pp2.jpg